Profissionais que atuam na cadeia produtiva do Pescado I: Cientista de Alimentos

Que tal nesta Semana do Peixe conhecer um pouquinho sobre os profissionais que atuam na cadeia do pescado, seja na parte da produção, processamento ou comercialização? Pois bem, decidimos começar com o Cientista de Alimentos.

Dentre as competências e habilidades desse profissional destacam-se:

· Pesquisar e desenvolver novos produtos; 

Ventrecha de tambaqui defumada
· Desenvolver programas de garantia da qualidade de alimentos quanto aos aspectos higiênico-sanitários, físico-químicos, sensoriais e nutricionais; 

· Tecnologia de conservação e/ou processamento de produtos agropecuários: leite, carnes, pescado, hortaliças, frutas, cereais, tubérculos, grãos oleaginosos, cana-de-açúcar; 

· Gerenciar ou integrar equipes de laboratórios em indústrias de alimentos ou em serviços de apoio ao setor de alimentação;


· Gerenciar projetos agroindustriais nos aspectos tecnológicos, econômicos, ambientais e de rastreabilidade; 

· Assessorar ou prestar consultoria nas áreas de alimentos: capacitação de pessoal, qualificação de fornecedores, auditorias, gestão de programas de garantia e controle da qualidade e adequação à legislação; 

· Atuar no sistema de vigilância sanitária e epidemiológica; 

· Desenvolver programas de educação para o consumo e produção de alimentos; 

· Monitorar processos que visem a segurança alimentar e nutricional.  

O Cientista de Alimentos pode ser o profissional graduado tanto no curso de bacharelado em Ciências dos Alimentos como Ciência e Tecnologia de Alimentos. Um diferencial desse profissional, com relação aos demais da área de alimentos, é a grande carga horária de seu curso de graduação dedicada ao estudo integral e individual de diversos tipos de matérias prima. 

Nos currículos da maioria dos cursos existentes no Brasil há uma disciplina especifica para o estudo do pescado, onde o estudante tem oportunidade de se dedicar, durante um semestre, ao estudo dessa cadeia produtiva, no qual irá ter noções básicas sobre sistemas de produção e captura do pescado e uma extensa informação a respeito da composição dessa matéria prima, cuidados com sua manipulação, processamento e armazenamento. Dessa forma, o profissional quando formado está apto para trabalhar de forma mais consciente em empresas que atuem na industrialização do pescado, desde o controle da matéria prima, transformação da mesma (desenvolvimento de produtos e coprodutos), armazenamento e comercialização.

Desenvolvimento de presunto de tambatinga

Desenvolvimento de hambúrguer de Tambatinga
Os Cientistas de Alimentos que seguem carreira, profissional ou acadêmica, atuando e se dedicando a essa área, também são capacitados para trabalhar diretamente na educação do consumidor. Tendo em vista seu conhecimento sobre o assunto, podem auxiliar em campanhas para aumento do consumo do pescado e até mesmo no que se refere a orientações a respeito da segurança do produto final.

Pois bem, você sabia que o Cientista de Alimentos teria uma atuação direta com a cadeia do pescado? Em breve novos conteúdos sobre outros profissionais muito importantes para o setor de pescado.


Texto escrito por Luciana Kimie - escritora convidada do Portal do Pescado

Comentários

  1. Sou grata por compartilhar seu conhecimento conosco.
    Luz no seu caminho! Feliz 2017!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas